TEDxRioVermelho

preload

Amanda Bissollatti TEDXRioVermelho 2019

Trago comigo um cheiro bom de maresia, uma energia própria e um idioma próprio também, com uma quantidade extra de erros e um sotaque que ninguém consegue identificar de onde vem. Além disso, eu tenho gosto. O gosto da liberdade e da picardia.

Ao me terminarem, a vontade é de começar tudo de novo.
Tipo um livro de Valter Hugo Mãe: onde se demora em cada linha, saboreia cada frase e se permite o abraço delicioso da prosa.

Algumas coisas ficaram pequenas demais pra mulher que me tornei: alguns lugares, alguns sonhos, algumas pessoas e as minhas calças jeans.

A minha mente é suja. Bem daquele jeito… pouco me incomoda o seu assombro. O importante é estar com a pele boa, contas, depilação em dia e adega cheia. Ô sorte.

Eu quis muito mandar na vida, quanta imaturidade… casar com alguém errado é lembrar em dobro a falta que faz alguém certo.

A felicidade é improvável, pode acontecer nos segundos que estamos de costas pro nascer do sol ou quando a garrafa transborda, sem percebermos o convite pra festa.

Não faço teatrinho de gente, nunca quis ter filhos, não forjo mais os meus sentimentos pra alimentar meu ego tão combatido, nunca morri de ressaca, muito menos de amor. 

O amor só me faz viver e os vinhos tb! 

Eu não perdoo com facilidade e não espero que perdoem as minhas mazelas. Não disfarço pra não parecer frágil ou louca, é o que todos somos afinal. 

A vida me surra o tempo todo, suja minha vaidade, vem de voadora em mim a cada esquina que passo com equívocos, a única coisa que eu faço é lavar o rosto e começar tudo de novo. 

Me esforço pra ser inesquecível e emocionante para quem eu amo e para o mundo. Sonho até cansar e realizo tudo até a exaustão. 

Acredito profundamente na revolução através do afeto, tenho me tornado uma pessoa melhor por isso.

Fui buscar o carnaval e já tinha. Fui tentar ser feliz e já era.

Amanda Bissollatti
@mandytti

Reply comment